Égua! Que calor é esse?

Uma tarde acalorada na terra que treme.


Barracas da Feiro do Ver-o-Peso em Belém | Artigo Rebuliço - Autor: Miguel Moura - Título: Égua! Que calor é esse? - CAPA

Égua, que calor é esse? Té doido. Desço do ônibus, seco o suor do rosto – meu último dia na cidade. Estou eu aqui de novo, no mercado Ver-o-Peso, o canto da cidade em que mais me sinto imerso na cultura desse país chamado Belém. Aqui, o cotidiano dos locais se confunde com o caminhar curioso dos turistas em busca de iguarias que só a terra do jambu pode oferecer.

Vim para fotografar, percebo que saí sem os óculos. Merda. Meio puto com a estupidez sento em uma das barracas para comer o famoso peixe com açaí, que pode parecer meio exótico para nós mais ao sul, que comemos açaí até com confete, mas é gostoso sim. Sou brilhantemente atendido por uma senhora cujo o nome me foge, mas me contou que era Remo e falou que eu tinha que assistir um clássico Re-Pa. Vai ter que ficar pra próxima.

Alimentado, dou uma escapada rápida até as docas pra tomar um sorvete mestiço e pegar um ar-condicionado que o calor de Belém não dá trégua. Aliás, curioso notar a diferença entre a Estação das Docas e o Ver-o-Peso. Tão perto e tão longe. O mesmo prato de peixe com açaí é dezenas de reais mais caro aqui. Deve ser o ambiente gourmet. Pelo jeito, um ar-condicionado vale muito dinheiro nessa terra. A dicotomia raíz-nutella nunca fez tanto sentido. Sigamos.

De volta ao Veropa, começo a clicar. Só tenho 16 poses e esse é meu último filme, (sim, o hipster aqui fotografa com câmera analógica) então preciso ser criterioso e cuidadoso, afinal, meus 2 graus de miopia não vão ajudar. Ta rolando um jogo do papão e tem uma galera assistindo ali na parte de cima do mercado. Me aproximo e um dos senhores, meio embriagado, meio puto com o jogo, me olha profundamente. Não precisou de muito mais, nessa onda de fotografia de rua, respeito é tudo. Sigo meu caminho e decido focar no ambiente. Deixar ele contar a história. Que lugar! Eu sou um apaixonado por mercadões, mas o Ver-o-Peso tem um lugar especial no meu coração. A iluminação, os personagens, o ambiente (quase) insalubre, e o rio ao fundo formam uma textura, uma imagem tão única quanto o próprio Pará.

Ando devagar, atento ao ambiente, paro pra olhar umas castanhas, me assusto com o preço e fujo. Vejo um rapaz na contraluz andando por entre os becos e tento a sorte. Cliquei. Paro na frente da barraca do príncipe da misturada. Essa placa, com esse nome, preciso registrar! Enquanto me preparo para tirar a foto um senhor me chama. Achei que fosse brigar, mas queria só saber pra onde iriam as fotos. Explico que são pessoais, ele diz que já teve uma câmera parecida com a minha e que adorava fotografar mas não faz mais. Ficou difícil, ele disse. Sem que eu perguntasse, se danou a falar sobre o mercado, a origem do nome, sua construção e disse que eu tinha que saber essas coisas pra tirar as fotos.

Ficamos uns bons minutos conversando e eu só pensava em como o povo paraense é idiossincrático. Em nenhum outro lugar que estive no Brasil se fala com tanto orgulho da própria terra como aqui. E o mais incrível é como o paraense conhece suas raízes e as abraça. É um regionalismo do bem, longe do separatismo e mais perto de si. Volto à conversa, agradeço às palavras e faço a minha foto.

A luz começa a cair, arrisco mais duas ou três fotos e vou até a beira do rio ver o sol se pôr. As cores que o céu de Belém produz estão entre as mais lindas que já vi. Não aguento e me rendo ao clichê – uso meus últimos cliques pra registrar o entardecer com direito a casais na contraluz e tudo. A luz se foi, é hora de guardar a câmera. Pra finalizar o rolê, penso em dar um último pulo no Meu Garoto, boteco conhecido na cidade, afinal, aqui, o Jambu treme. Vou, mas depois da chuva.

 

Miguel Moura
Miguel formou-se em literatura inglesa pela UERJ e faz do cinema e da fotografia suas ferramentas de resistência. Na Rebuliço, converge suas paixões em prol do fortalecimento e disseminação da cultura popular brasileira - e carioca.

Égua! Que calor é esse?

Choose A Format
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Meme
Upload your own images to make custom memes
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge